sexta-feira, 28 de novembro de 2014

REFLEXÃO DO DIA & PENSAMENTOS DE UM EX-EGODISTÔNICO: QUANDO EU ME DEI CONTA!

Os ativistas gays...


O mais "engraçado" em manter um blog, um canal, e uma página de homens e mulheres que deixaram a homossexualidade. O mais engraçado é que passamos a ser atacados e alvo exatamente daqueles que se fazem de "vítimas" da sociedade. Logo eles que "lutam" pela diversidade sexual. Logo eles que lutam por direitos iguais. Logo eles que colocam em seus discursos o amor. 

Bem! Nós ex-homossexuais e pessoas que convivem com a homossexualidade indesejada. A egodistonia sexual. Nós, já superamos este vício de vitimização. Pouco importa o que vocês falam e berram. Não adianta vocês quererem nos forçar a comer uma comida que já sabemos o gosto. E também a digestão! Não somos pessoas fora do meio que nem imaginam o que acontece. Somos especialistas em relacionamentos, em festas, na cultura homossexual. De verdade: foi muito bom ter sido gay. É muito bom poder respirar fundo e ter a certeza que passou. Na verdade: importa sim o que vocês falam! A cada ato de fúria de vocês, é um momento de reflexão nosso: olha de onde eu saí. 



Não se sabe o que está acontecendo com vocês. Cara! O mundo não é de vocês. Parem de querer implantar mentiras e números. Vocês falam uma coisa na televisão, mas fazem outra. E ainda bem que somos o que fazemos né! Tornam-se injustificáveis por isso. 

Não adianta querer fazer uma de vítima na televisão, e a parada gay ser uma putaria. Os banheiros públicos masculinos um poço de imoralidade. Não adianta falar de amor e não conseguirem ter 50, 60, 70 anos de relacionamento com alguém do mesmo sexo. Não adianta falarem de amor e todo ambiente homossexual ter explicitamente e escancaradamente a promoção do sexo fácil. 

Do que estamos falando? Das saunas, dos estacionamentos, dos quartos escuros de boates, das redes sociais gays, dos cinemas gays... Ou você é um gay que vive preso dentro de casa? Só sendo para não saber da realidade. 

E mais! Tão querendo tirar o nosso direito? Acorda galera! Sério mesmo! Não é porque vocês acham o sexo anal normal e sadio que todos estão em concordância. Não é porque vocês desviam a função dele e são "felizes" com isso, que todos serão. As edições dos vídeos pornôs e, sacrifício dos atores pornôs, para deixarem essa prática "bonita agradável e natural", não convence quem já passou e viveu a realidade diária dela. 

Pela telinha cocô não tem cheiro. Pela telinha o ânus, que põe pra fora restos da digestão, o esgoto do corpo, parece mesmo sexual. 

Não sabem quem são os egodistônicos? Prazer! Os homossexuais egodistônicos são estes que querem viver a realidade de seus corpos e não a fantasia de suas mentes. 

A própria psicologia reconhece que somos influenciáveis. São inúmeros os caminhos para chegar à homossexualidade. Infelizmente, poucos, para sair dela. Alguns conseguem. Alguns almejam. Alguns não desistem. 

O melhor de tudo, é que quando vamos ao banheiro, o nosso ânus nos lembra sempre. Todas as vezes. Para que foi feito: cocô, sujeira, merda. Ele diz: eu sou o esgoto do seu corpo! Não se esquece!



Loucura falar disso? Imagine a loucura que é viver a egodistonia sexual! Isso sim nos deixa ou nos deixaram perturbados. Sua mente querendo ser uma coisa: enquanto o corpo já é uma coisa definida. 

Homossexuais egodistônicos pensam assim: eu sou o que meu corpo diz que eu sou. 

Exigimos sim direito de sermos acompanhados por especialistas da mente humana, que não estejam ligados a nenhum tipo de ativismo, mas que tão somente têm o desejo sincero de nos ajudar. De trazer a mente para realidade do corpo. 

Nem todos querem igrejas. Nem todos querem ciência. Não importa quais são os poucos caminhos possíveis para mudança. O que importa é que temos sim o direito de não sermos gays. 

Não venham com o papinho de que temos que procurar psicólogos que nos façam aceitar o estado homossexual. Ou! Você não entendeu! Jamais, nunca, enquanto nossos corpos disserem o que somos - a mente não nos engana. E nenhum ativismo interesseiro que faz proveito desse caos não nos compra. 

Vocês são felizes desviando a função de seus ânus, beleza! Nós não. E nem tentem... como já foi dito: todas as vezes este órgão nos lembra para o que foi feito. 



E não venham com suas ciências vãs dizendo que o ânus tem áreas erógenas. Tem gente que sente desejo tendo a orelha chupada, outros não. O desejo está na mente - graças aos assexuados podemos comprovar. Podem fazer o que for com seus órgãos genitais: não sentirão sensibilidade alguma. Doideira? É... a mente é um universo bem louco. 


A coisa fica bem pior quando se decide usar rótulos e militar que nasceram assim. Olhe para o seu corpo. Detalhadamente no espelho. E vai ver como você verdadeiramente nasceu. 

Se você não consegue parar de fazer algo. É porque não tem controle sobre este algo. Ele quem te governa!



Quando eu me dei conta...



 
Quando eu me dei conta que o ânus faz parte do Aparelho Digestório. Que realmente é o esgoto do corpo. Quando passei a estudar a fisionomia deste órgão no corpo masculino. Quando descobri o resultado da agressão do sexo inventado para ele. Quando me dei conta que tinha que passar horas no banheiro para tentar enganar a mim mesmo sobre o mau cheiro e sobre todo material que ele produzia... 

Literalmente me dei conta de que estava aprisionado numa prática antinatural normalizada por uma indústria milionária, aproveitadora e interesseira. A indústria pornô. O que eu fiz comigo! 



Meu corpo: desculpe-me. A minha mente nunca deixou-me perceber que você estava ai. Que é você e toda sua estrutura interna e externa que são reais. O que devo habituar-me e viver. Por isso nunca havia entendido quem era eu. 


Achava que estava no corpo errado, mas a mente que estava errada.

Quando mente sintonizou-se com o corpo, eu me encontrei. Não precisava mais viver uma mentira. E o melhor: não precisei mudar coisa alguma em você corpinho lindo! Perdoa-me. Perdoa-me. Agora eu e você somos um. A mente estava enganada e encontrou-se. Ufa... tudo deu certo agora. 






Cuidado com a sua mente! Ela pode está aprisionando a realidade do seu corpo. 

Se você não consegue parar de fazer algo. É porque não tem controle sobre este algo. Ele quem te governa!





36 comentários :

  1. Bom dia. A vida me ensinou, que só podemos falar com propriedade sobre qualquer assunto, quando o enfrentamos em algum determinado momento de nossas vidas. Ao ler sua história, logo compreendi que era verdadeira, e você sabe por que digo isso?? Porque logo de cara pude me enxergar nela, e tenho certeza que quase 100% dos caras que tiveram a oportunidade de ler se identificaram também. Eu sou um gay egodistônico, digo que sou, porque infelizmente AINDA não me livrei desta mal, mas esse blog tem me ajudado bastante a entender e compreender o por que de certas coisas, tem me mostrados maneiras de lidar com essa situação e caminhos para se livrar dela. O que mais me incomoda é perceber com somente prestes a completar 30 anos de idade, é que comecei a buscar o por que de disto ou daquilo, mas nunca é tarde para se arrepender do seu mal caminho. Gosto muito da linguagem deste blog aqui tem papo reto sem curvas, de fácil assimilação. Agora porque escrever tudo isso?? Apenas para glotificar a Deus pela vida do moderador do blog, assim como tem ajudado a mim, é certo que muitas pessoas estão buscando sair desta vida e ter um encontro ou melhor um REENCONTRO com Cristo Jesus o Salvador. Continuemos na caminha o que esta de pé cuide-se para não cair, e ajude o próximo a levantar. Oremos uns pelos outros afim se alcançar a graça Divina de Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
  2. Texto estupendo. Um grande combate à um ativismo cego e vitimista são palavras polidas e requintadas de verdade como essa.

    ResponderExcluir
  3. Concordo contigo Ezequiel. E digo mais. Os gays e as lésbicas têm mais chances de cometer suicídio do que o restante da população.E isso tudo são as pesquisas sérias e honestas que dizem. Mas como sempre, essas pesquisas põem a culpa disso tudo no preconceito e na homofobia da sociedade. É incrível que nenhuma dessas pesquisas diga que o problema pode estar na própria homossexualidade,na orientação sexual do sujeito ou na tendência de muitos homossexuais se fazerem de vítima.A OMS deixou de considerar a homossexualidade como uma doença em maio de 1990, muito mais por questões políticas do que por questões científicas.Não tem nada de científico nisso, é tudo politicagem!
    Vamos pegar como exemplo as prostitutas. Suponhamos que seja feita uma pesquisa que constate que as prostitutas cometem mais suicídios do que o resto da população.Aí então eu pergunto: As prostitutas se matam mais por que a sociedade não aceita a prostituição como normal ou por que as prostitutas acham que a vida delas não tem mais valor? A resposta: Porque as prostitutas acham que a vida delas não tem mais valor, que não vale mais a pena viver e NÃO porque a sociedade discrimina elas. E não é a mesma coisa com os gays? Por que com os gays seria diferente? Então se conclui no caso dos gays que o problema maior deles é de foro interno e não de rejeição do comportamento homossexual por parte da sociedade.Se o suicídio de um gay tiver relação com a homossexualidade, então o motivo é o término de um relacionamento amoroso ou rejeição amorosa por parte do parceiro. Então no caso das prostitutas, é óbvio que elas têm problemas por causa da vida que elas levam e não o fato das pessoas serem contra aquilo que elas fazem.Com as devidas proporções,o problema maior dos gays e das prostitutas é mais uma questão interna deles do que uma questão externa!

    Ou a ciência revisa esse conceito moderno e admite de uma vez por todas que o problema pode estar na homossexualidade, ou seja na orientação sexual do jeito, ou as coisas vão continuar do mesmo jeito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas gostaria aqui de chamar a atenção a outro aspecto: o do sofrimento psíquico dos homossexuais. É a partir do sofrimento psíquico que essa psicóloga busca definir o caráter egodistônico da homossexualidade. Dado que um homossexual sofre por sua condição, seu sofrimento é pelo menos de duas ordens: (1) o da valorização social negativa conferida à homossexualidade (o preconceito, as chacotas, etc.), e também (2) o da valorização moral negativa (diversas religiões não aceitariam a presença de homossexuais, e considerariam isso pecaminoso). Em outras palavras, um indivíduo homossexual sofre por problemas de pertença social e moral junto às outras pessoas, a ele próximas ou distantes.

      Salta aos olhos, entretanto, como o problema não é "egodistônico", simplesmente porque um transtorno psíquico é diametralmente diferente de um problema que acarreta sofrimento psíquico. Um deficiente ou um desempregado podem encontrar dificuldades sociais das mais diversas ordens; essas dificuldades podem acarretar diversos tipos de sofrimento (episódios depressivos, por exemplo). Mas com isso não se diz que a deficiência ou o desemprego são transtornos. O mesmo ocorre com a homossexualidade. Não está em questão aqui o fato de se pode ser deixada ou não; simplesmente não faz sentido a discussão de "deixá-la" segundo o preconceito a ela direcionado. O fundo do sofrimento psíquico do homossexual não é um transtorno, mas a internalização da desvalorização social e moral que enfrenta. Vale repetir: é pelo preconceito (internalizado ou apenas recebido), e não por um transtorno ou disfunção, que um indivíduo homossexual sofre. Em si mesma, essa condição não traz sofrimento algum.

      Daí cabe muito bem o comentário de um leitor do blog (o JC), que ilustrou o caráter do preconceito. Cito:
      Aparentemente, aqueles que se sentem ofendidos pelo texto não percebem algo que é básico, em ciência: alegações exigem provas. Onde estão as provas de que a homossexualidade é um estado patológico? Sofrimento por preconceito tem correlação com a homossexualidade assim como o preconceito racial tem correlação com afro-brasileiros, p.ex. Daí sugerir que esse sofrimento é inerente à sua condição, seria também uma (descabida) justificativa para um “terapia de conversão dos afro-brasileiros”.

      Excluir
    2. Então, onde se encontram provas de que a homossexualidade é uma condição patológica (falo de ciência e não religião)? Hmmm….acho que ninguém vai responder a isso…

      Em outras palavras, não basta evocar uma terapia (conceito científico) com base numa valorização moral negativa (religião); ou, em outra ordem, nem toda situação que implica sofrimento psíquico é necessariamente um transtorno. Nesse sentido, se a raiz do sofrimento psíquico está no preconceito (internalizado ou não), não haveria muita diferença entre propor terapia reparativa para qualquer tipo social alguma vez discriminado…

      Aqui reside outro equívoco relacionado aos que creem numa homossexualidade como transtorno egodistônico: o preconceito infundado de que psicólogos não "tratariam" homossexuais. Ocorre que um psicólogo não "trata" um homossexual - ou qualquer outra pessoa - com base em um preconceito prévio sobre determinada condição, seja qual for. Psicólogos não "tratam" homossexuais para que estes "deixem" sua condição (nem para que não deixem, isso, de saída não importa, tal como já há 100 anos todo psicólogo sabe, grosso modo, que um padrão estrutural é bem diverso de um padrão sintomático); "tratam", sim, de indivíduos com diversas ordens de sofrimento psíquico que buscam uma relação mais autônoma com o mundo.

      Excluir
    3. Todo esse LIXO que você escreveu vai te tirar do caixão?! Ah... não! Então fica só pra você! Tem um recadinho espiritual pra ti: "A LETRA MATA" 2 Coríntios 3:6. Seus conhecimentos "eruditos" (que não vão te tirar do caixão) estão te definhando. Ame ao próximo pelo menos, definhe só você! Ou não quer ir pra morte eterna sozinho?! Ame o próximo vai!

      Excluir
    4. Que porra de caixão cara. Todos vamos morrer um dia seu louco. Eu não estou definhando, Pelo o contrário, estou mais vivo, pois descobri que esse é o plano de Deus pra minha vida. Ele não muda um homossexual pq não está no coração dele.

      Excluir
    5. O que acho o mais engraçado é o comentário da menina à cima, comparando as prostitutas com os homossexuais, as prostitutas vivem e trabalham nessa área por falta de oportunidade na vida, por isso do sofrimento psíquico delas, ja os homossexuais são assim por natureza, não tem o que mudar, e quando a sociedade impõem que ele mude, é por isso do sofrimento psíquico deles, eles tentam e não conseguem essa mudança, alguns, poucos na verdade, podem até se casar com uma mulher, vivem uma mentira, reprimem o desejo, vivem um sofrimento , mas jamais irão parar com os desejos, e uma hora o desejo NÃO vai aguentar tanta repressão, é por isso que as iirmãs evangélicas levam tanto crifres, aí colocam a culpa na falta de orações e no jejum, mas ninguém vê hétero fazendo jejum e orações para serem o que são, héteros!

      Excluir
  4. Eu to quase desistindo de sair dessa vida, infelizmente. Acho que vou ser gay e infeliz até o resto da minha vida mesmo.

    Queria que Deus agisse por mim, mas tenho perdido cada vez a minha fé. Parabéns aos que conseguiram sair disso. Eu to cada vez mais e mais longe disso.

    Espero que logo Deus possa me dar uma resposta, de tudo que eu tenho feito da minha vida e tal. Eu peço perdão por tudo que eu fiz, ou deixo de fazer por causa da homossexualidade. Ser gay egodistônico é horrível.

    Ah como eu não queria perder as esperanças, mas acho que já as perdi. No mais excelente texto, autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espiritualmente falando. Em alguns casos o "remédio" é desistir! Desistir de achar que Ele vai obedecer o seu tempo, e o seu querer. Um dos nossos colegas egodistônicos cristão falou uma frase bem interessante. Disse que às vezes o querer libertar-se disso vira uma idolatria. E é verdade. Alguns (não estou afirmando que é seu caso). Alguns nem querem saber de Deus na verdade, mas veem Ele como uma uma das poucas opções e querem obrigá-lo que façam com eles o que Ele já fez na vida de outros. Só que Deus é soberano. Ele é Rei. É o dono de tudo. Muitas vezes para enxergamos isso Ele deixa as situações da vida nos ensinar. E olha que eu próprio já tive raiva dEle por causa disso, mas não posso negar que valeu a pena. Valeu a pena entender que há não só um tempo, mas também um porquê para todas as coisas. Lembre-se daquele cego de nascença. Lembre-se daquela mulher do fluxo de sangue. Lembre-se dos coxos e mancos. Todos eles tiveram que esperar anos de sofrimento para depois serem testemunha do Deus Vivo na terra dos viventes. Não esqueça que Ele é a própria sabedoria, e quando parece que não está nos vendo e nem nos ouvindo, ai é que está. A única coisa que você não pode deixar de fazer é deixar de sonhar pela mudança. Você não pode deixar de querer saber na prática se tudo isso que vivemos em Deus é real. Mas esquece o tempo e o porquê. Só tenha certeza que existe um tempo e um porquê. Não dá para saber quando tudo vai mudar, mas existe um dia para isso. Assim como houve um dia para o primeiro nascimento. Há para o segundo. E assim como vc não pediu para vir no primeiro nascimento. Assim o segundo nascimento, o espiritual, te surpreende. Como você tem atração pela Palavra peça ao Criador dela que ele tenha misericórdia e que a graça dEle recaia sobre sua vida. Que o nascer de novo seja real e literal em eu viver. Eu posso te garantir que, depois disso, não vai restar nenhum pinguinho desse desejo maldito que faz a gente desonrar nossos corpos e sofrer tanto. O segredo é o nascer de novo! Mas isso só acontece no tempo dEle. Todos aqueles personagens bíblicos reais citados esperaram um messias para resolverem seu sofrimento, espere você também o messias. Eu posso te garantir que tudo que está lá na Bíblia é real. E primeiro a gente vive como pecador, para depois sermos cristãos. Porque Ele veio para pecadores assumidos. Pessoas donas de pecados que já estavam os corroendo. Quando parecia que era o fim, na verdade era o começo. Como seu desespero é tanto, tanto, não deixe de dar crédito à ciência autêntica que também tem reconhecido essa dor. Faça um bom uso da guia "ciência". Entupa-se de conhecimento sobre o design de sua sexualidade, de seu corpo como um todo, inclusive a mente. Tais conhecimentos vão reabastecer seu estoque de fé. E concordo com vc, ser egodistônico é horrível, é péssimo é desastrante. Uma pena vivermos num país gayzista que está acabando com a mente desses jovens. Estamos juntos cara!

      Excluir
    2. Olá boa tarde,
      Eu sei como você se sente, pois já vivi isso. Aqui não dá pra explicar pois só aceita 4.096 caracteres.
      Após ter me convertido aos 20 anos, já faziam cerca de dois anos que eu tinha tido minha ultima relação homossexual, mas ainda sentia desejos por homens e também por mulheres. Fiquei por 4 anos pedindo a DEUS que tirasse os pensamentos e os desejos homossexuais de mim, mas Ele não me atendeu. Neste tempo tive paixões platônicas homo e heterossexuais, no convívio de uma igreja evangélica.
      Recebi um chamado pastoral e fui para uma missão. Durante cerca de um ano fui assediado por adolescentes e jovens e consegui dizer não para a prática homossexual.
      Quando você decidir radicalmente declarar guerra aos espíritos malignos que estão por trás do homossexualismo, sua vitória estará a caminho. E saia que ela só virá com fé, oração, louvor, leitura da Palavra de DEUS, e sempre na comunhão com o Corpo de Cristo que é a igreja.
      Quero com isso apenas dizer que DEUS não desiste de nós, assim como não desistiu e mim ele não desistirá jamais de você. Você pode estar fraco e desanimado, mas é porque você precisa buscar ajuda com alguém que tenha conhecimento e autoridade neste assunto. Ninguém que é compulsivo, consegue vencer o "homossexualismo" sozinho e sem JESUS CRISTO.
      Minha história será conhecida no Brasil e no mundo, pois DEUS mandou eu escrever tudo e publicar em um livro.
      No mais estou a disposição se quiser fazer alguma pergunta sobre a minha vida ou sobre qualquer assunto.
      Meu e-mail (neyfss@gmail.com)
      Que JESUS te dê forças e te ilumine o caminho que deves seguir.
      Um abraço.

      Excluir
    3. Gostei das suas palavras!! E concordo quando vc diz sobre a "idolatria a respeito da mudança"!!! Tenha fé e como já ouvi uma pessoa dizer "Poucos segundos antes de vir o melhor, vai vir o bom", esse é um bom pensamento! Caso exista essa possibilidade, poste mais artigos sobre ciência, abraço

      Excluir
    4. Meu filho, a própria psicologia e psiquiatria diz que não existe cura pra isso, isso só está te causando sofrimento, seja feliz e se aceite, Deus te fez assim, esse é o plano dele. Todas as instituições de psicologia já declaram que as terapias de reorientação só causam sofrimento. Pode se abster das práticas, pode ficar sem praticar, mas você jamais poderá parar de sentir o desejo por uma pessoa do mesmo sexo, uma hora o desejo vai gritar por tanta repressão

      Excluir
    5. https://drauziovarella.com.br/drauzio/dna-e-homossexualidade/

      www.saense.com.br/2016/08/homossexualidade-e-genetica-e-nao-ha-cura

      https://drauziovarella.com.br/sexualidade/gays-e-heterossexuais-incuraveis/

      http://hypescience.com/o-cerebro-dos-gays-e-igual-ao-do-sexo-oposto/

      http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL602802-5603,00-HOMEM+GAY+TEM+CEREBRO+FEMININO+COMPROVA+ESTUDO.html

      https://drauziovarella.com.br/sexualidade/homossexualidade-dna-e-a-ignorancia

      https://drauziovarella.com.br/sexualidade/a-imposicao-sexual/

      https://drauziovarella.com.br/sexualidade/causas-da-homossexualidade/
      Até agora, muitas pesquisas têm sido conduzidas para determinar a influência da genética, da ação hormonal, da dinâmica de desenvolvimento, das influências sociais e culturais - o que levou muitos a pensar que a biologia e os fatores ambientais desempenham um papel complexo na sua formação. Uma vez pensou-se que a homossexualidade era o resultado de desenvolvimento psicológico defeituoso, resultante de experiências de infância e relações problemáticas, incluindo abuso sexual na infância. Verificou-se que isso se baseava em preconceitos e desinformação.
      A pesquisa identificou vários fatores biológicos que indica estar relacionados ao desenvolvimento da orientação sexual, incluindo genes, hormônios pré-natais e estrutura cerebral. Nenhuma causa controladora única foi identificada, e a pesquisa continua nessa área.
      Embora os pesquisadores geralmente acreditam que a orientação sexual não é determinada por qualquer fator, mas por uma combinação de fatores genéticos, hormonais e ambientais, com fatores biológicos envolvendo uma complexa interação de fatores genéticos e do ambiente uterino precoce, eles favorecem modelos biológicos para a causa . Eles acreditam que a orientação sexual não é uma escolha, e alguns deles acreditam que ela é estabelecida na concepção. Ou seja, os indivíduos não escolhem ser homossexuais, heterossexuais, bissexuais ou assexuados.

      Excluir
    6. Como eu sei que não terá coragem de aceitar meus comentários, por medo da verdade, mas pelo menos você irá ller. Vocês são covardes. A boca foi feita pra comer, mas você chupa a buceta de sua mulher e beija na boca dela

      Excluir
    7. O Royal College of Psychiatrists, em 2007, afirmou:
      Apesar de quase um século de especulação psicanalítica e psicológica, não há nenhuma evidência substantiva para apoiar a sugestão de que a natureza da criação dos filhos ou que as primeiras experiências da infância desempenham qualquer papel na formação da orientação fundamental de uma pessoa heterossexual ou homossexual. Parece que a orientação sexual é de natureza biológica, determinada por uma complexa interação de fatores genéticos e do ambiente uterino precoce. A orientação sexual não é, portanto, uma escolha.

      A Academia Americana de Pediatria afirmou, em Pediatria, em 2004:
      A orientação sexual, provavelmente não é determinada por apenas um fator, mas por uma combinação de influências genéticas, hormonais e ambientais. Nas últimas décadas, as teorias baseadas no fator biológico têm sido favorecidas por especialistas. Ainda continua havendo controvérsia e incerteza quanto à gênese da diversidade das orientações sexuais humanas, não há nenhuma evidência científica de que pais anormais, abuso sexual ou qualquer outro evento adverso da vida influenciem a orientação sexual. O conhecimento atual sugere que a orientação sexual normalmente é estabelecida durante a infância.

      A Associação Americana de Psicologia afirma que: "há provavelmente muitas razões para a formação da orientação sexual de uma pessoa e as razões podem ser diferentes para pessoas diferentes" e diz que a orientação sexual da maioria das pessoas é determinada em uma idade precoce. A pesquisa sobre como a orientação sexual em homens pode ser determinada por fatores genéticos ou outros fatores pré-natais desempenha um papel no debate político e social sobre a homossexualidade e também levanta temores sobre impressão genética e testes pré-natais.
      O professor Michael King afirma: "A conclusão dos cientistas que pesquisaram as origens e a estabilidade da orientação sexual é que essa é uma característica humana que se forma no início da vida e é resistente a mudanças. Evidências científicas sobre as origens da homossexualidade são consideradas relevantes para o debate teológico e social porque prejudicam as afirmações de que a orientação sexual é uma escolha."

      Excluir
    8. Todo esse LIXO que você escreveu vai te tirar do caixão?! Ah... não! Então fica só pra você! Tem um recadinho espiritual pra ti: "A LETRA MATA" 2 Coríntios 3:6. Seus conhecimentos "eruditos" (que não vão te tirar do caixão) estão te definhando. Ame ao próximo pelo menos, definhe só você! Ou não quer ir pra morte eterna sozinho?! Ame o próximo vai!

      Excluir
    9. 1º) Como eu sei que não terá coragem de aceitar meus comentários, por medo da verdade

      RESPOSTA: Para nos a verdade é: "Eu sou o caminho & a VERDADE & a vida" João 14:6 [ E ELA FAZ ] "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” João 8:32 / BEM diferente da sua "verdade" terrena que só te aprisiona e o satisfaz momentaneamente (como se tivesse sentido fazer isso que está fazendo, mas vamos lá...)

      2º) Vocês são covardes.

      RESPOSTA: Covarde é quem invade um meio de [ ajuda ] para impor sua grosseria, arrogância e falsa bondade porque o fim de todo seu texto é morte.

      3º) A boca foi feita pra comer, mas você chupa a buceta de sua mulher e beija na boca dela

      RESPOSTA: Que bom você reconhecer que um homossexual pode [ pelo menos ] explorar novos campos da existência. Degustar-se em outro corpo. Uau... ai você ganhou pontos! Te aconselho viu, além de proporcionar prazer não sai b.o.s.t.a de lá! É uma invenção divina e não [ terrena ] como a que vc tanto defende.

      O mais louco é vc achar que faz algum sentido tudo isso que defende. Mas... cada uma com seu cada um né! No caixão a gente entra sozinho mesmo! Não se esquece conhecedor da "sabedoria" dos homens! Já poderia ter focado tanto esforço intelectual pra sair 1º do caixão e AI SIM poder viver sua tão defendida homossexualidade para [ sempre ]. Já que ela é tão importante assim pra vc. Encontre primeiro o elixir para ela durar para sempre para depois você poder defendê-la com mais autoridade, sabe?!!! Porque enquanto ela for passageira, não há sentido nenhum "GÊNIO". Boa sorte na sua existência!

      Excluir
  5. Seu texto mudou minha vida.

    ResponderExcluir
  6. Eu não disse que um homossexual pode explorar outros corpos, até pq você nunca foi gay, pode ser bissexual, aí sim pode explorar outros corpos, mas está apenas vivendo em uma relação heterossexual, mas a qualquer momento pode se apaixonar por um homem caso seja bissexual, mas um homossexual jamais deseja um corpo feminino. Ou você é bissexual ou nunca foi gay e usa espaço para enganar os retardados.
    Mas a minha opinião sobre a boca é para lhe mostrar a incoerência de suas falas, a bunda sempre foi uma área de prazer sexual, a boca foi criada para comer, mas as pessoas se beijam, chupam buceta e rola, não existe essa do corpo humano ser feita apenas para uma coisa. E daí se sai bosta? Não sabe limpar antes? A vagina sai mijo, o pênis sai mijo, mas as pessoas chupam isso, a boca é cheia de bactérias e as pessoas se beijam.
    Não, eu não vou estar no caixão que você tanto diz, vou estar nos braços de Deus, ele me fez assim, do mesmo modo que ele criou homens gays e animais gays, esse é o destino e plano de Deus para os homossexuais, ele quer que você seja feliz e viva sua condição sexual. O que ele não quer é a promiscuidade. Viva uma relação estável, fiel e monogâmica com seu parceiro, saia dessa mentira. Conheça o caso maior que mudou os rumos da terapia de reorientação, que foi o Sérgio viula. E Eu vou morrer, assim como todos vão morrer. Tudo que eu falei faz sentido, tudo que falei tem fudamento, te dei provas. Uma dia Deus tocará seu coração de verdade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu deus é qualquer um, menos o BÍBLICO. No julgamento TESTEMUNHAS não vão faltar. Espero de verdade que você seja uma. E não... não quero nem um pingo de homossexualidade no meu corpo, obrigado. Pode ficar só com esse deus ai. Sérgio Viula, Lana Holder são pregadores de morte. Só um aviso! É um trem que eu não te aconselharia entrar MAS vc é RESPONSÁVEL por suas escolhas! Depois não reclame! VOCÊ QUER, VOCÊ GOSTA, VOCÊ SE DELICIA COM A HOMOSSEXUALIDADE. Não é o nosso caso! Ah... a diferença do ex-gay é que ele já venceu a atração a paixão por pessoas do mesmo sexo, o bissexual NÃO! Boa sorte na sua jornada. Encerramos por aqui porque a PALAVRA DO NOSSO DEUS FALA POR SI SÓ: "Porque para Deus coisa alguma é impossível"
      Lucas 1:37 & "Quem é de Deus escuta as palavras de Deus" João 8:47 ✋

      Excluir
  7. Eis aqui uma refutação preemptiva às falácias do pastor, se ele abrir a boca para falar da natureza da homossexualidade:
    1 – Francis Collins, que ocupou cargo burocrático do sequenciamento do rascunho do genoma humano por parte do governo dos EUA, cientista cristão e um bom cientista, jamais negou as bases genéticas da orientação sexual em humanos. Isso é mentira do Malafaia. Eis o que Francis Collins de fato disse:
    “Uma área de particular forte interesse público é a base genética da homossexualidade. As evidências de estudos com gêmeos de fato apoia a conclusão de que fatores herdáveis têm um papel na homossexualidade masculina.”
    http://wthrockmorton.com/2008/09/30/what-did-francis-collins-really-say-about-homosexuality/

    ResponderExcluir
  8. O geneticista americano Francis Collins, um dos responsáveis pelo programa Genoma:
    O respeitado cientista diz em seu livro, “A linguagem de Deus: Um cientista apresenta evidência de que Ele existe”, que a homossexualidade é influenciada pela genética, entretanto, não é conectada ao DNA. "Uma área de particular interesse público é a base genética da homossexualidade, evidências de estudos com gêmeos, de fato, a conclusão de que fatores hereditários desempenham um papel na homossexualidade masculina, no entanto, a probabilidade de que o gêmeo idêntico de um paciente homossexual também seja gay é de cerca de 20% (em comparação com 2-4% de machos na população geral), o que indica que a orientação sexual é influenciada geneticamente, mas não conectada por DNA, e que, quaisquer genes que estejam envolvidos representam predisposições, não predeterminações", diz o respeitado cientista em seu livro..

    ResponderExcluir
  9. NÃO EXISTE EX-GAY. Como esses aí que se dizem "curados", eu já vi muitos!!! Atacando fora o que nunca vai matar dentro. Vai pra igreja porque não se aceita, não se ama, nem se respeita… e não se ajusta na sociedade. Levou um fora do namorado e não consegue ser feliz no amor?…. Ou cansou da futilidade que muitos gays optam por viver, num mundo de veneno e desrespeito próprio dos que não se ajustam a sua sexualidade e se deixam influenciar pelos preconceitos sociais. Se odeiam e odeiam outros gays. Que triste! Tomam as decisões erradas. E depois fogem pra uma igreja.

    Alguns dizem poder se livrar das ''práticas'', mas nunca da homossexualidade em si. Igual a esses há muitos… até casados, com filhos ”abençoados” e que se juram ”libertos”, blablabla. Mas não duram nessa farsa. Logo, logo os desejos homo estarão explodindo. Pode ficar nessa capa até por anos, mas sabe como é duro resistir e o manter as aparências e o ”testemunho”… Como devem se reprimir e ser neuróticos!

    Nunca poder se ''manter hetero”, pois sua ESSÊNCIA é gay. Sim, não há escolha. Ninguém escolhe ser e nem deixar de ser. Vocês apenas repetem as falácias do sr. Silas Malafaia e afins, mas no fundo sabem que é tudo mentira! VIVEM UMA FANTASIA UT'ÓPICA.
    Não existe cura para o homossexual, pois ser homossexual não é uma doença, o indivíduo nasce. O que pode acontecer com esses que se dizem curados, é que se ligaram a uma religião e abstiveram-se da pratica e com isso levam uma vida como se não desejassem mais esse tipo de envolvimento, quando na verdade desejam, e para sanar esse desejo recorrem ao jejum e a oração. Caso tivessem sido "libertos" não seria necessário nenhuma prática desse tipo, pois não vemos nenhum heterossexual não evangélico jejuando e orando para serem o que são: héteros. Homossexual é homossexual e não existe nenhuma religião que mude isso.
    Vejam a ciência, a Psicologia: Se não se nasce assim, se torna... sem ter optado por nada! Quantas falácias e idealizações nos testemunhos. Homo Faz parte da natureza, da humanidade, quer gostem ou não. Se aceitasse no fundo, seria equilibrado. Não é fácil. Mas não precisaria de muletas da religião.

    Essa história todos já conhecem o fim, já viram um caso na igreja. Como tantos por aí, os ''ex-gays'' vão voltar as práticas sexuais (se é que um dia deixou) e provocar escândalos ou abafá-los pelo bem do ''evangelho''. E culpar o diabo. Depois a crentalhada vai dizer que ”ele nunca encontrou Jesus de verdade”, fazer fofoca e pisar nele. Sim, o mundo evangélico é hipócrita, cruel e coorporativista. Fazem acreditar em milagres que nem eles acreditam. Igreja... vocês perseguem gays, mas não salvam nenhum!! ACORDEM. Parem de iludir pessoas tristes.

    Dica: Deveria procurar um psicólogo hoje pra se ACEITAR e ser saudável como é. Mas não… preferem ser infeliz por uma crença falsa e viver se frustrando e perseguindo gays ajustados. Que pena pois assim apenas magoam a si mesmos, perdem tempo, juventude, energia e pior, prejudica outros homossexuais confusos com seus dogmas Não há PROVAS sobre ex-gays.
    Pesquisem Lana Holder e Sergio Viula (do MOSES) e tantos outros que pararam de mentir pra si, Deus não exige que você ''deixe'' de ser gay! Os homens, sim.

    ”Não existe pecado maior que a estupidez”! (Oscar Wilde)

    ResponderExcluir
  10. Homossexualidade é genética (e não há “cura”)

    Tábata Bergonci
    24/08/2016

    Identificadas regiões nos cromossomos que parecem ser responsáveis pela orientação sexual. [1]
    “Baby, eu nasci desse jeito!” canta Lady Gaga, se referindo aos homossexuais, bissexuais e transexuais, em uma famosa música de 2011. De fato, nas últimas duas décadas, cientistas vêm aumentando as evidências de que a homossexualidade não é uma escolha, mas sim determinada pela genética. Muitas pesquisas em sexualidade começam a demonstrar isso. Por exemplo, sabemos que a homossexualidade é mais comum em parentes biológicos de outros homossexuais do que de heterossexuais [2]. Estudos também mostram que a chance de que gêmeos idênticos sejam ambos homossexuais é mais alta do que para irmãos não gêmeos [3]. Recentemente, um estudo com 409 pares de irmãos gêmeos homossexuais, o maior realizado até hoje, encontrou duas regiões contendo genes que influenciam o desenvolvimento da orientação sexual [4].
    O DNA é composto por nucleotídeos. Quando apenas um nucleotídeo é trocado na sequência de um gene, chamamos isso de SNP (polimorfismo de nucleotídeo único). Os pesquisadores analisaram os genomas dos 818 indivíduos (gêmeos homossexuais) e também o genoma de mais 90 familiares não-homossexuais desses gêmeos. A análise encontrou SNPs em diversos genes. Isso significa dizer que homossexuais têm alguns genes cuja sequência tem uma única alteração, se comparada aos mesmos genes em heterossexuais. Em geral, uma pequena mudança na sequência gênica pode fazer com que o gene se expresse de maneira diferente entre os indivíduos, originando diferentes características. No estudo, as regiões com mais SNPs encontrados estão presentes no cromossomo 8 e no cromossomo X (que é um dos cromossomos sexuais).

    Dentre os genes com SNPs, muitos estão relacionados ao desenvolvimento neuronal ou participam na neurotransmissão. Isso significa dizer que a orientação sexual parece ser determinada antes do nascimento. Algumas descobertas são interessantes: um gene expresso no cérebro, chamado CNGA2, é essencial para que exista comportamento sexual dependente de odor (o odor está ligado aos níveis de testosterona e é importante para a comunicação sexual) [5]. Outros dois genes encontrados, AVPR2 e NPBWR1, têm relação com o comportamento e interação social em ratos [6].

    ResponderExcluir
  11. Então está tudo explicado? Sequências diferentes nos genes determinam a orientação sexual do indivíduo? Não, nada é tão simples na natureza. Existem irmãos gêmeos (genomas idênticos) onde um é homossexual e o outro heterossexual, mostrando que os genes não conseguem explicar tudo. Mas a explicação para este fato parece ainda estar na genética, mais precisamente, epigenética. Simplificando, existem fatores que “ligam” e “desligam” nossos genes, e isso faz com que indivíduos com genomas idênticos possam ter características diferentes. Cientistas já encontraram pelo menos cinco regiões no genoma humano que são diferentes entre homo e heterossexuais, ou seja, alguns genes estão “ligados” em homossexuais e “desligados” em heterossexuais, e vice-versa. Evidências sugerem que essas diferenças são dependentes da posição do feto no útero e também da quantidade de sangue que o feto recebe da mãe [7].

    A existência de homossexuais do sexo masculino sempre foi um paradoxo genético evolutivo, já que este existe em diversas espécies apesar da menor disposição para procriação que os indivíduos homossexuais possuem (com consequente não passagem dos genes para os filhos). Curiosamente, mulheres que apresentam a variante de genes homossexuais masculinos não são necessariamente homossexuais e apresentam maior fertilidade. Assim, a alta fecundidade dessas mulheres na população parece “compensar” a taxa de homossexualidade masculina [8]. Alguns estudos mostram que certos genes relacionados à atração por homens parecem “funcionar” tanto em homossexuais, quanto em mulheres, e, no sexo feminino, isso leva ao aumento do sucesso reprodutivo.

    Os últimos estudos sobre orientação sexual são, no mínimo, interessantes. Nossa sequência de DNA, juntamente com a epigenética, explica o porquê de mães e pais heterossexuais poderem ter filhos homossexuais, sendo o contrário também verdadeiro. Além disso, as descobertas em epigenética mostram o quanto o ambiente pode influenciar a orientação sexual do indivíduo, desde antes do nascimento. Do mesmo modo que nascemos com olhos castanhos ou azuis, temos nossa sexualidade intrincada ao nosso DNA. E aqui não me demoro nas questões de preconceitos. Deixo só o que Milton Nascimento cantava em 1975, e que hoje serve de tema para as manifestações contra homofobia: “Qualquer maneira de amor vale à pena”.

    [1] Crédito da imagem: Aaron Edwards (flickr) / Creative Commons. URL: https://www.flickr.com/photos/evill1/113813037/. Acesso: 24 de agosto (2016).

    [2] K Alanko et al. Common genetic effects of gender atypical behavior in childhood and sexual orientation in adulthood: a study of Finnish twins. Archives of Sexual Behavior 39, 81 (2010).

    [3] G Schwartz et al. Biodemographic and physical correlates of sexual orientation in men. Archives of Sexual Behavior 39, 93 (2010).

    [4] AR Sanders et al. Genome-wide scan demonstrates significant linkage for male sexual orientation. Psychological Medicine 45, 1379 (2015).

    [5] M Milinski et al. Major histocompatibility complex peptide ligands as olfactory cues in human body odour assessment. Proceedings of Royal Society B 280, 20122889 (2013).

    [6] R Nagata-Kuroiwa et al. Critical role of neuropeptides B/W receptor 1 signaling in social behavior and fear memory. Plos One 6, e16972 (2011).

    [7] M Balter. Can epigenetics explain homosexuality puzzle? Science 350, 6257 (2015).

    [8] A Camperio Ciani et al. Sexually antagonistic selection in human male homosexuality. Plos One 3, e2282 (2008).

    http://www.saense.com.br/2016/08/homossexualidade-e-genetica-e-nao-ha-cura/

    ResponderExcluir
  12. Olha, eu tenho mais autoridade para te mostrar que é inata, do que você mostrar que é passageira. Todos que se consultam relatam a mesma experiência, e os da igreja também relatam a mesma experiência, todos vivem em castidade, praticam jejum e orações para não praticarem atos homossexuais, mas eles não conseguem parar com o desejo, a atração. Mas que diabos de cura é essa? Param com as práticas, mas não com o desejo?! Se você for realmente gay, se aceite, será mais feliz, mas viva uma relação estável e fiel ao seu parceiro, não como alguns que vivem na promiscuidade. Hoje tenho uma linda família...

    ResponderExcluir
  13. NÃO sei da onde tirou que chupar a vagina foi uma invenção divina Ou que beijar foi invenção divina, tudo foi terrena também, segundo a bíblia você deve colocar seu pênis dentro da vagina e ejacular lá dentro, e não pode tirar na hora para evitar filhos e nem usar preservativos. Olha, talvez pra você seja prazeroso, mais para mim eu tenho repugnância por uma vagina, cada vez vejo que você só usa esse espaço só para espalhar mentiras, com certeza nunca ficou com homens, não tem autoridade para falar sobre o tema, ou pode ser apenas bissexual, e no momento está em uma relação heterossexual, mas a qualquer momento pode se apaixonar por um homem, e se for gay, vive uma mentira com essa mulher, tenta mudar sua sexualidade por achar que está fazendo algo errado, tenta gostar de mulher, mas um hora essa sua alma homossexual vai sair.

    ResponderExcluir
  14. http://revistaepoca.globo.com/Epoca/0,6993,EPT868192-1664-1,00.html

    Amo essa entrevista do Sérgio viula desmascarando a igreja que pratica as terapias

    ResponderExcluir
  15. http://qga.com.br/comportamento/lgbtt/2014/06/casal-de-lesbicas-completa-70-anos-de-uniao

    Você disse que não existe cumplicidade e anos de relações entre os gays, mas olha essa união aí

    ResponderExcluir
  16. http://g1.globo.com/mundo/noticia/2011/06/americanos-juntos-ha-61-anos-esperam-mudanca-de-lei-para-se-casar-em-ny.html
    outro aqui
    A promiscuidade está na sua cabeça

    ResponderExcluir
  17. No encontro da Sociedade Americana de Genética Humana realizado em setembro, em Baltimore, o grupo de Eric Vilain, da Universidade da Califórnia, demonstrou que modificações químicas do genoma humano que alteram a atividade dos genes sem tocar na integridade do DNA, podem exercer grande influência na sexualidade. Conhecidas com o nome de epigenéticas, essas modificações podem “ligar” e “desligar” determinados genes, sem desrespeitar sua estrutura química. A mais estudada delas é a metilação, processo através do qual um radical metila se liga a uma região específica do DNA, interferindo com a expressão dos genes aí presentes. Pesquisas recentes demostraram que essas “epimarcas” podem ser apagadas ou eventualmente transmitidas para as futuras gerações. Em 2012, William Rice sugeriu que elas estariam associadas à homossexualidade, quando transmitidas do pai para a filha ou da mãe para o filho. Epimarcas assim herdadas teriam influência na sensibilidade do feto à testosterona ainda no útero materno, a ponto de masculinizar cérebros de meninas e femininizar o de meninos, fenômeno que conduziria mais tarde à atração pelo mesmo sexo. O grupo de Vilain examinou os padrões de metilação em 140 mil regiões do DNA de 37 pares de gêmeos univitelíneos discordantes, isto é, quando apenas um deles era gay, e em 10 pares concordantes. Foram identificadas cinco regiões do genoma em que os padrões de metilação estavam ligados intimamente à orientação sexual. Com base neles, foi possível prever essa característica individual com 70% de acurácia. As diferenças da metilação em gêmeos iguais discordantes seriam determinadas por diferenças sutis do ambiente de cada feto na vida intrauterina. . Sua linha de investigação pode ajudar a explicar por que pessoas com material genético rigorosamente idêntico possam diferir quanto à orientação sexual. Quando pequenas moléculas, chamadas grupos metil, agem sobre um dos quatro tipos de bases que compõem o DNA, o resultado é o "desligamento" do gene. Isto é, ele fica inativo. Bocklandt recorre ao exemplo prático das células do fígado e do cérebro: "Elas possuem o mesmo DNA, mas fazem coisas diferentes. E o que faz com que em cada tipo de célula alguns genes estejam ligados e outros desligados é a metilação". No caso dos gêmeos univitelinos em que um é homossexual e outro não, talvez um possua uma versão "desligada" dos genes.

    Os autores insistem que esses achados jamais conduzirão a testes laboratoriais para identificar a homossexualidade, muito menos para evitá-la.

    ResponderExcluir
  18. Simon Le Vay em 1991 com seus estudos com animais mostravam que uma parte do hipotálamo, na base do cérebro, estava relacionada à regulação do comportamento sexual. "Quis checar se poderia haver ligação também com a orientação sexual", diz Le Vay. O pesquisador reuniu uma pequena quantidade de cadáveres de homens e mulheres héteros e homens gays e focou sua atenção num pequeno grupo de células do hipotálamo anterior chamado INAH3. Ao comparar o tamanho da estrutura entre os sujeitos dos dois grupos, verificou que ela era em média duas vezes maior entre os homens héteros. Mais do que isso, o tamanho do INAH3 dos gays se aproximava daquele encontrado em mulheres. Este ano o trabalho de Le Vay recebeu um importante reforço, ainda que indireto. Um estudo da Universidade do Oregon comparou os cérebros de cerca de 30 carneiros héteros e homossexuais. Sim, 10% dos carneiros são homossexuais. O estudo mostrou que, assim como em humanos, o tamanho de uma estrutura do hipotálamo associada ao comportamento sexual é menor em carneiros homossexuais, com proporções semelhantes às encontradas nos cérebros das fêmeas da espécie. "É claro que a sexualidade humana é mais complexa do que a das ovelhas, mas fiquei feliz ao saber do resultado", comenta Le Vay.
    A influência hormonal : Vários estudos mostram que filhos de mulheres nascidas com hiperplasia adrenal congênita ( problema que leva à exposição do feto a maiores quantidades de hormônios masculinos durante a gestação) tendem a apresentar maior interesse por relações homossexuais quando adultos

    ResponderExcluir
  19. Meu Deus é o da bíblia também. Mas nem tudo foi a mando de Deus, muita coisa eram costumes de um povo em outra época, como toda a lei de levitico, o mais engraçado É que não existe proibições para sexo entre duas mulheres, apenas para homens, com certeza você leu meu texto sobre isso, mas pelo o visto não aceitou também. Realmente, tudo para Deus NÃO é impossível, mas tem que estar nos planos dele, e com certeza não está nos planos dele uma cura para a homossexualidade, ele nos fez assim, e nos quer feliz. Pra mim a homossexuaidade é a mesma coisa que um hétero sente pela a heterossexualidade, algo normal e natural da sexualidade, não tem nada disso de vícios, se deliciar, você fala como se os gays fossem uns fanáticos lunáticos pela a homossexualidade, homossexuais vivem dignamente, vivem honestamente, trabalham, formam famílias, têm vidas sociais, o sexo é algo relativo, você está muito preso naquela imagem do gay dos anos 80. Sabia que entre os mais bilionários do mundo, 7 são gays? Sim, eles administram grandes empresas, existe vida para os homossexuais além de sexo.
    Você sabe que ninguém, nenhum gay vence nenhuma atração, ele sempre sente o desejo, apenas ele reprime esse sentimento e se engana e engana os outros, todos os supostos ex-gay das igrejas relatam a mesma coisa, alguns tentam viver com uma mulher para mostrar que mudou, para ser aceito entre os irmãos evangélicos, mas a essência dele é ser gay, uma hora esse sentimento explode.
    Deus já falou comigo, ele me tocou, você não tem noção do que já passei para conseguir a tal "cura sexual", até que ele me tocou e me mostrou que ele me fez assim, que devo ser feliz assim, que devo viver uma vida digna com meu parceiro, uma vida honesta, o que ele condena é a promiscuidade, a luxúria, à partir do momento que um homossexual vive uma vida fiel ao seu parceiro, pode ter certeza que Deus lhe aceita, hoje tenho uma linda família com ele, temos ótimos filhos, nosso filho receberam e recebem uma ótima educação, amor, carinho, felicidade, demos um lar para elas, um ja está formado e casado com uma mulher, SIM, ELE NÃO VIROU GAY, se casou com uma mulher, e ele teve dois pais, e temos mais um casal de crianças . Deus não criaria homossexuais para viverem em sofrimento, a castidade É um dom, nem todos os homossexuais têm esse dom, assim como nem todos os heterossexuais. Te deixei o depoimento de Francis Collins um cristão fervoroso que mapeou o genoma e que não negou a genética da homossexualidade. Bom, eu não escolhi isso, e acho bem difícil alguém escolher o preconceito, a segregação de alguns irmãos, as piadinhas, o suposto inferno dos fundamentalistas, mas sei que estou no caminho certo.

    ResponderExcluir
  20. Vou te deixar meu e-mail caso queira tirar alguma dúvida ou conversar um pouco, eu tenho vários amigos que está nessa mesma situação, se intitulam como ex-gay para os outros, alguns casados com mulher, mas não conseguem deixar esse sentimento por uma pessoa do mesmo sexo, apenas pararam com a pratica, estão vivendo em uma mentira, por causa da família, medo da igreja e dos pastores,, tentam e tentam virar heterossexuais, mas a essência deles é ser gay, outros estão vivendo em castidade, uma luta diária para não sentir desejo por homens, mas também não conseguem, os coitados acabam entrando em depressão, e antes que você fale que tem que se entregar de verdade a Jesus, sim, eles se entregam fielmente à Jesus, esse que é casado com a mulher sempre foi evangélico, com muito sacrifício conseguiu ter um filho com ela, mas ele gosta mesmo é de homens, cada dia que passa ele está pior, o pastor já o orientou, ele já participou de reuniões para mudar a orientação, mas nada muda, é por isso que tenho tanta propriedade para te falar sobre isso. Enfim, não vou mais incomodar, só quis passar meu relato pq as vezes vocês extrapolam. Se quiser conversar chama no e-mail
    vsergiovitor@gmail.com
    tenho um grupo com irmãos evangélicos no whatapp que passam por esse mesmo processo, de total decepção com a falácia da cura da homossexualidade, mas que vivem em castidade ja que nao podem mudar e por acharem que é pecado, outros nem dormem mais com a mulher pq NÃO conseguem mais sentir desejo e atração por ela, e antes que fale novamente, eles participam de reuniões com os pastores para mudar isso, mas como já falei, nada mudou até hoje.

    ResponderExcluir


Contador de Visitas

Postagens populares

VISITE TAMBÉM: