sábado, 13 de agosto de 2022

“ABANDONEI 23 ANOS DE LESBIANISMO NA PANDEMIA”: VEJA COMO DEUS FALOU COM A IRMÃ ELIANE BINAS DE RONDÔNIA

Olá! Sou do interior do estado de Rondônia. Região norte do país. Ex-lésbica e hoje missionária para honra e glória de Deus.

Vivi na prática do lesbianismo 23 anos! Foram vários relacionamentos homoafetivos... vivia uma vida de prostituição, promiscuidade, farras, baladas, vícios. Uma vida longe da presença de Deus!

No ano de 2019 fui diagnosticada com um câncer maligno de pulmão, mas não dei muita importância. Eu dizia que uma hora iria morrer mesmo, porque essa doença é hereditária na minha família.

No ano de 2020... Estava eu muito doente, depressiva, mas não contava para ninguém. No mês de março, no auge da pandemia, fui obrigada a tirar férias do trabalho por ser altamente do grupo de risco e trabalhava na linha de frente. Foi aí que minha vida começou a virar de ponta cabeça!

Não aceitava o que estava acontecendo a nível global. Fiquei cada dia pior, insuportável!

A minha companheira de 15 anos terminou o relacionamento. Eu me sentia só. Abandonada por tudo e por todos. Não tinha mais amigos. E os meses seguintes foram de escuridão, angústia e dor. Cheguei a ser aconselhada a procurar ajuda psiquiátrica. Já não queria mais viver.

Até que no mês de outubro aceitei um convite para ir numa igreja evangélica. Chegando lá, vi coisas que os meus olhos nunca tinham visto, e o meus ouvidos nunca tinham ouvido! Eu vi ali a glória de Deus pela primeira vez em minha vida. Eu chorava muito, com o coração quebrantado. Os louvores falavam comigo! Os testemunhos! A palavra lida naquela noite!

Então... estava chegando ao fim daquele culto. Era o primeiro dia que estava abrindo as igrejas de novo, tinham que respeitar horários, mas Deus ainda tinha coisas pra fazer naquele lugar.

Quando foi feito um convide pra quem desejasse receber uma oração, então eu fui.

Levantei de onde eu estava só o pó, sem esperança, sem forças para viver, mas ao caminhar pra me aproximar do altar eu não via mais o rosto daquele missionário, via uma luz! Um esplendor tão grande! Aquela luz penetrava em mim...

Aí eu pude ouvir a voz do inconfundível e amoroso Deus que me dizia: “filha amada, você não está só. Ainda no ventre de sua mãe, te escolhi, te separei, e te ungi para viver uma grande promessa. Pode o mundo não te respeitar. O homem não dá nada por você. Mas és minha filha amada, uma jóia de muito valor. A menina dos meus olhos. Então receba o abraço não do homem mas do Espírito santo”.

Naquele momento cai de joelhos nos pés de Jesus! Fiz uma aliança que não daria mas nem um passo se não fosse direcionado por Deus. Entreguei a minha vida a Jesus Cristo como meu único e suficiente salvador.

Naquele mesmo momento recebi também o batismo com Espírito Santo, talvez até para mostrar para mim que Deus não nos olha com o olhar humano, mas com graça e misericórdia.

Em 45 dias Deus me libertou do câncer! Me curou a depressão! Me livrou dos vícios e da obsessão maligna que eu vivia. Para honra e glória de Jesus!

Ele trabalhou também no desejo de mudança no corpo físico e hoje para
a honra e glória de Deus me vejo como a menina dos olhos de Jesus.

Em João 8:35 diz assim: “se o filho voz libertar, verdadeiramente sereis livres”. Amém.

Meu nome é Eliane Santos Binas e sou consagrada a missionária.

Louvor importante na minha caminhada: Sobrevivi de Sara Farias.

 

terça-feira, 2 de agosto de 2022

O ESTUPRO QUE ME FEZ GAY | Documentário

LIBERTO DAS PROFUNDEZAS DO PECADO SEXUAL
Uziel é prova viva que é possível 
superar os traumas do 
abuso sexual infantil. 
Vem assistir!
História real de Uziel Marinho, @uzielmarinhuo.
Que Deus fala ao teu coração com esta obra. 

terça-feira, 11 de janeiro de 2022

REAGINDO AO PRAY AWAY - DOCUMENTÁRIO DA NETFLIX

O Canal Fé & Política realizou na noite de 11/08/2021 uma live reagindo ao documentário Pray Away que tenta generalizar o fracasso da conversão de homossexuais ao Cristianismo. 

Na live participam Adelane Maciel ex-lésbica há mais de 15 anos. Flávio Amaral ex-travesti há igual período. Miriam Fróes ex-lésbica há mais de 20 anos e Robert Diego que chegou a ser um trans operado, mas que conheceu o sobrenatural de Deus há quase 10 anos. 

O filme mostra histórias de pessoas que se aventuraram nas igrejas e grupos de ajuda, como o Exodus Internacional, ou por forçação de barra da família ou pela vaidade humana de sentir-se importante estando em evidência. 

Apesar da clara tentativa de demonizar a conversão dessas pessoas, o documentário tentou ser imparcial mantendo duas histórias de ex-gays que permanecem na fé: um ex-traveti e uma ex-lésbica.


 VEJA TAMBÉM:




 

Postagem em destaque

EX-GAY: CIDADÃO PROIBIDO

Postagens populares

VISITE TAMBÉM: